Temperatura de Cor


ago 12, 2016

A temperatura de cor de uma fonte de luz é obtida através de uma comparação entre a temperatura de um corpo negro ideal em relação a fonte de luz analisada, e expressa a aparência de cor da luz que está sendo emitida. Constante em projetos luminotécnicos, a temperatura de cor de uma fonte luminosa apenas é aplicável para fontes de luz que de fato apresentam uma radiação comparável à de um corpo negro, como as de coloração vermelha, laranja, amarela ou branca. Não faz sentido falar em temperatura de cor para luz roxa ou verde, por exemplo. A temperatura de cor é convencionalmente expressa em Kelvin.

TEMPERATURA DE COR

Temperaturas de cor acima de 5000K (branco azuladas) são as chamadas de cores frias, representadas pelas lâmpadas fluorescentes. Temperaturas de cor mais baixas, entre 2700 e 3000 (entre branco amarelado e vermelho), são as chamadas cores quentes, ou seja, quanto mais alta a temperatura de cor, mais clara é a tonalidade de cor da luz.  Essa relação é contra intuitiva, porém segue a Lei de Deslocamento de Wien, que diz que o pico espectral é deslocado de comprimentos de onda mais curtos (branco azulado) para temperaturas mais elevadas.

Luz com tonalidade mais amarela, a chamada de “branca quente” que apresenta temperatura de cor entre 2700K e 3500K, torna o ambiente mais aconchegante e relaxante. É indicada para restaurantes finos (que desejam aumentar o tempo de permanência do cliente), salas de jantar, salas de estar, quartos e outros ambientes onde se deseja uma sensação de calma e conforto.

Luz com tonalidade intermediária, a chamada de “branca natural” que apresenta temperatura de cor entre 4000K e 4500K, é encontrada apenas em lâmpadas led, e pode ser uma opção para qualquer tipo de ambiente. Como ela não altera a coloração dos objetos que estão sendo iluminados, essa luz é especialmente indicada para cozinhas, salas de aula, supermercados, corredores, áreas de serviço e outros ambientes onde alguma tarefa seja executada com nível normal de necessidade de atenção.

Luz com tonalidade fria, a chamada “branca fria” que apresenta temperatura de cor entre 5700K e 6500k, propicia uma iluminação densa e brilhante, despertando a atenção do cérebro. É indicada para áreas de trabalho que exigem atenção ou manipulação de objetos pequenos, como escritórios, linhas de produção e hospitais, e restaurantes onde não é desejável muito tempo de permanência dos clientes (fast-food).

TEMPERATURA DE COR