Condomínio investe em Energia Solar para cortar despesas


fev 08, 2019

 

Desde o dia 15 de janeiro, estão em operação os sistemas que geram energia solar fotovoltaica do Condomínio Parque Arvoredo. Trata-se de um projeto que foi aprovado na Chamada Pública da Copel de 2016, que selecionou o condomínio para participar do Programa de Eficiência Energética (PEE), regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL.

Por se tratar de um condomínio residencial, os equipamentos foram pagos com fundo perdido e a mão de obra será paga pela economia gerada nos primeiros anos. Saiba mais sobre Fundos de Eficiência Energética e como funcionam.

O condomínio tem ao todo 11 torres, das quais o topo de 9 foram usados para a instalação dos painéis solares, e cerca de 700 apartamentos. O sistema solar fotovoltaico tem capacidade total de 81 kWp, o que deve gerar em energia algo próximo a 104,87 MWh/ano e resultar em uma economia superior a R$ 85 mil/ano. Além da instalação da usina de energia solar, o projeto aprovado graças ao Programa de Eficiência Energética incluiu também a substituição de 665 lâmpadas convencionais por equivalentes em LED.

Confira no vídeo abaixo o resultado da instalação:

[su_youtube_advanced url=”https://youtu.be/2G4xtm-okY0″]

Quanto custa a energia solar?

Tendo a tarifa de energia do seu condomínio em mãos, você pode simular um sistema de energia solar e verificar a viabilidade do projeto. Acesse o nosso simulador de energia solar.

Simulador

Os proprietários dos imóveis devem decidir, em conjunto, a respeito da instalação do sistema para geração de energia solar, pois a energia gerada será usada nas áreas comuns do condomínio. Considerando os aumentos constantes nas tarifas de energia, a aplicação de custos adicionais devido às bandeiras amarela e vermelha em vários meses no ano, e a evolução da tecnologia que está tornando a energia solar cada vez mais barata, já é uma realidade os benefícios de se instalar um sistema de energia solar, independente da forma de financiamento que for escolhida para viabilizar o projeto.

primeira_assembleia_int

Caso os moradores optem pela instalação do sistema de energia solar, o síndico ou responsável deve procurar uma empresa especializada para desenvolver o projeto fotovoltaico. Além de planejar e instalar todos equipamentos necessários, a empresa também fica responsável pela legalização e conexão do sistema à rede elétrica, que é feito mediante à autorização da distribuidora de energia.

Onde o sistema pode ser instalado?

O local ideal para a instalação da usina solar fotovoltaica é o telhado do prédio, pois a localização é favorável para receber a incidência solar e garantir o bom funcionamento do sistema. A melhor posição para instalar painéis solares no Brasil é voltada para o norte. O Sol nasce no leste, sobe se inclinando ao Norte e se põe no Oeste, como na figura abaixo:

direcao_painel_solar_636px

Além de ter a face voltada para o norte, o ideal é que o entorno da edificação seja livre de ventos, estruturas que possam causar sombras e superfícies reflexivas. Para que os painéis solares não esquentem excessivamente, é fundamental uma boa circulação de ar. Logo, locais aglomerados também não são muito adequados.

Caso o telhado não tenha a face voltada para o Norte, ainda assim pode ser possível instalar um sistema de energia solar e obter bons resultados, principalmente se o sistema for instalado nas faces voltadas para o Leste e Oeste. A perdas de geração de energia variam conforme abaixo:

• As perdas direcionais para telhados com face NE ou NO são bem pequenas, entre 3% e 8%
• Para um telhado com face Leste ou Oeste, perdas entre 12% e 20%
• Para face Sul, as perdas são muito grandes. Somente considere instalar nesta parte do seu telhado se você morar na região Norte do Brasil

Caso o telhado por alguma razão não seja adequado e o condomínio possua uma grande área externa comum, esta também poderá ser uma opção considerada para a instalação do sistema solar. A duração da instalação é rápida e geralmente não dura mais que uma semana.

Medidor-Bidirecional

Há necessidade de troca do relógio de luz
Um medidor bidirecional irá substituir o medidor tradicional, que irá registrar além da energia recebida da distribuidora, também a energia que está sendo injetada na rede elétrica graças ao sistema solar. Caso a energia gerada seja superior a energia consumida em determinado período, são gerados créditos que podem ser utilizados em até 60 meses na mesma unidade consumidora ou em outra pertencente ao mesmo CNPJ dentro da mesma concessionária, o que pode ser aplicável no Condomínio Parque Arvoredo, que possui uma unidade consumidora para cada uma das torres.

O autor | eletronenergia

Ver mais posts do autor